quinta-feira, 7 de julho de 2016

RESENHA | A mentira, de Helen Dunmore



A Mentira
Escrito por Helen Dunmore
Publicado por Companhia Editora Nacional
296 páginas
3 estrelas
Este é um romance sobre afetos e perdas que se passa no devastador cenário da Primeira Guerra Mundial. Daniel Branwell é um jovem soldado que consegue voltar no fim da guerra. No fronte, ele perde seu grande amigo de infância, Frederick Dennis. Em casa, seu retorno é para um vilarejo cheio de ausências e com a notícia do falecimento de sua mãe. Diante disso, o rapaz não se esforça para se comportar como todos esperam que ele faça, considerando que as memórias das trincheiras e de Frederick não lhe abandonam e perturbam sua mente. Neste comovente romance, reconstruir a vida após a guerra parece uma tarefa pesada demais para o protagonista. O enredo, que passeia sobre os temas da lealdade e da amizade, surpreende o leitor ao tratar das difíceis consequências que nossas escolhas têm em nossas vidas.

1920, Inglaterra na Cornualha período pós guerra. Daniel sofreu desde sua infância, por conta dos problemas financeiros da família. Seu pai faleceu em um impressionante acidente.E a partir de então é necessário esforço de sua parte e do trabalho da sua mãe, que trabalha em casas de famílias que se encontram em melhor situação financeira.

Na casa dos Dennis, Daniel conhece Frederick, que se torna seu amigo e mais tarde seu companheiro de Guerra. Frederick é um personagem agradável, conquista o leitor por sua personalidade, e mesmo que sofra bastante de seu pai, que muitas vezes é abusivo, ele se mostra ser um excelente amigo, empresta livros da grande biblioteca do Sr Dennis para Daniel, e prefere que ele leia os poemas em voz alta, pois não entende bem se ele mesmo ouvir.

Como muitos que participaram da guerra, infelizmente Frederick morre no calor da guerra, e confesso que a descrição de Helen Dunmore do sofrimento e morte de Frederick é de dar um friozinho na espinha. É esse fantasma que assombra Daniel, seu melhor amigo, ainda está ao seu lado, e ele aparece como terrível lembrança, da guerra e das dores que ela trouxe como consequência.
Após o termino da Guerra, Daniel volta para casa e descobre que sua mãe faleceu, e a partir de então mora com Mary Pascoe, uma idosa solitária confundida pelos vizinhos por bruxa, generosamente acolhe Daniel, por conta da amizade que tinha com sua mãe, ele por sua vez oferece serviços pesados e braçais para a senhora que já está muito debilitada.

Para superar suas perdas, e lembranças que o assombram como fantasmas, Daniel conta com o convívio de Felícia, a irmã de Frederick, agora com dezenove anos, viúva e com uma filha ainda bebê. Felícia não muda-se de casa pois acha que a lembrança de seu amado irmão permanece no lugar em que ele morou, e por esse motivo, Um dos versos mais impactantes e cheio de significado do livro é:
"Dizem que os mortos não ficam presos a um lugar.
Você acredita nisso?"




 "A mentira" é um livro delicado, a cada capítulo são nos repassadas instruções imprescindíveis para a sobrevivência nas trincheiras. Essas instruções relacionam-se diretamente aos acontecimentos do capítulos e as lembranças de Daniel que revelam sua história aos poucos.

Se a guerra é um assunto que exige sensibilidade, a recuperação pós guerra é algo tratado de forma poética pela autora. Em muitos momentos, senti empatia pelo personagem principal, e ainda penso se agiria da mesma forma que ele em determinadas situações, o que inclui o que dizer a nossos amigos para o consolo em fases de luto e a necessidade de fazer os que nós amamos se recuperarem de situações traumáticas.

A leitura pode parecer confusa, visto a narrativa viajar bastante entre a atualidade e as muitas lembranças de Daniel, e na verdade esse é o ponto negativo do livro, mas logo que nos acostumamos com a narrativa, a história nos faz meditar em nossa vida e a forma que afetamos os que estão a nossa volta, e como nos deixamos ser afetados por eles.

31 comentários:

  1. apesar de ir e voltar no tempo, como tu disse, parece ser muito bom
    eu sempre me perco nessas de ficar voltando na historia... as vezes tenho que começar a ler de novo! hahahah
    mas parece ser realmente muito bom! ♥
    adorei tu resenha!
    e as fotos ficaram lindas!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Tanise, acho que essa de se perder quando o livro dá muitas voltas, não me faz ser única né? Rsrsrsrrs mas logo que nos acostumamos a leitura flui. Aliás, a nossa curiosidade nos ajuda a superar... Bjs! 😘

      Excluir
  2. Fiquei bastante interessada pelo livro, amei a resenha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Eu espero que goste da leitura.

      Excluir
  3. Gostei muito do livro e da sua resenha, mas histórias passadas na Guerra sempre me decepcionam, não sei o motivo. De qualquer forma, vou separar o título para procurar por aí e quem sabe dar uma chance ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kelly,obrigada. O livro fala mais sobre recuperação de uma situação traumática, talvez seja por isso que se decepcione, é um assunto tão impressionante que é difícil histórias condizerem com o horror da realidade. Mas se quiser ler sobre o que se passa na mente de um soldado sobrevivente, esse é o livro certo.
      Boa leitura. 😘

      Excluir
  4. Bom,eu lia muito quando era mais nova,solteira,não tinha filho.
    Hoje vivo na correria e não consigo ler um livro até o final :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu entendo Andréia, nossas situações sempre mudam... Mas o prazer da leitura sempre supera. Que tal tentar terminar um livro que vc está mesmo gostando? (confesso q eu leio muito no caminho da faculdade rsrsrs mesmo ficando tonta no bus. Rsrsrsrs)
      Bjs.

      Excluir
  5. adorei sua resenha e as fotos ficaram lindas. Eu não gosto muito de livros que falam de guerra, entretanto assisti um filme que não me recordo o nome que é bem parecido com o que falou sobre o livro, acho sofrido demais. Essa volta no tempo que considera negativo me chamou atenção, gostaria de ler por isso, para entender porque a maioria das pessoas que foram para guerras tem um comportamento diferente depois, pelo aspecto psicológico me interessei pelo livro. Vou anotar o nome aqui. Parabéns! bjs
    www.pilateandosonhos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Ciana. Juntar livros e fotos... Amo. Só falta a xícara com café e um chocolate pra resumir minhas paixões rsrsrsr. E sobre o livro, há muitos leitores que amam viajar pelas lembranças dos personagens. E sim, o livro percorre o tempo inteiro na mente de um soldado traumatizado. E vc percebe isso quando Daniel vê Frederick pela primeira vez como lembrança, um fantasma. Para o que deseja de uma leitura, esse me parece o livro certo pra vc. Bjs!

      Excluir
  6. Nossa, deve ser um livro PESADÍSSIMO! Pra falar a verdade eu adoro, é o tipo de livro que me prende demais, fiquei super curiosa pra ler (e chorar loucamente, hahaha)!
    http://sweetluly.expressorosa.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A autora consegue conciliar as lembranças de Frederick da guerra do trauma e da vida antes de se alistar. O peso do livro é psicológico. Eu não chorei ao lê-lo,mas quando ler me conta o que achou okay? Obrigado pelo comentário. Bjs!

      Excluir
  7. Não gosto muito de livros e filmes com essa temática. E esse lance de historia ir e vir SEMPRE CONFUNDE MINHA CABEÇA (a lerda) hahahaha, ai não da mesmo! =(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha Flavi amei seu comentário sincero. Agradeço por ler a resenha. E fico feliz por ajudar na sua decisão de ler ou não o livro. 😌

      Excluir
  8. Cativante sua resenha e me fez interessar muito na leitura do livro. Acho que tenho uma quedinha pelo drama e gosto muito dos livros que trazem fatos reais, como a guerra, para personagens inventados, que se transformam parecendo reais por sua profundidade.
    Já entrou para a lista de leitura!!! rsrsr
    xoxo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então esse livro é escrito pra vc! Espero que goste mesmo da leitura.
      Ps.: amei o cativante e amo xoxoxo 😍

      Excluir
  9. Eu amo romances, mas acredito que esse seja um pouco cansativo pelas idas e vindas.
    Mas adorei as suas considerações sobre o livro.
    bjOO

    Dany
    Blog Breshopping da Dany
    Instagram @breshopping_da_dany
    Curta no Facebook
    Conheça também o Breshopping da Dany KIDS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Dany, e as idas e vindas... Bom, essa foi uma das poucas coisas q não gostei do livro, mas volte sempre por aqui! Bjs

      Excluir
  10. Que livro interessante! Ele me fez lembrar do Querido John, pela temática de guerra. Nunca li nenhum livro desse gênero, mas fiquei curiosa pra conhecer e ler ^^ Parabéns pela resenha, ficou super explicadinho.
    Beijos com amor,
    http://pequenomundodesarah.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eh interessante sim. Mas diferente do estilo de qierido John, principalmente na escrita. Fico feliz de vc ter ficado curiosa. Rsrsrsrsrs

      Excluir
  11. Que incrivel parece ser esse livro, já vou adicionar a minha listinha.
    Sou fascinada por livros do período da guerra, e esse parece ser ótimo.
    Ótima resenha, parabéns!
    Beijos
    https://blog-mundodalua.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Aline, acredita que essa é minha primeira resenha para o blog? Espero q goste da leitura. Bjs.

      Excluir
  12. Já faz um tempo que tenho criado um carinho por histórias relacionadas à guerras. Não que eu morra de amores por histórias assim, mas gostei bastante da sua resenha e confesso ter ficado interessada pelo livro. De verdade. Sua resenha ficou muito boa. ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Owwnn obrigada! 💜 fico feliz de que tenha gostado da resenha e ficou interessada no livro, acho o interesse pelo assunto justificado, visto que a guerra e os efeitos que ela causaafeta tos nós não é mesmo? Seja de forma direta ou indireta.
      Volte sempre pelo blog. Bjs😘

      Excluir
  13. Parece meio triste e bem sério esse livro. Mas, por outro lado parece ser bem interessante também e uma ótima opção de leitura.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, acertou. Em muitas vezes sentimos empatia pelo personagem principal, é uma boa opção sim.
      Boa leitura e bjinhos!

      Excluir
  14. Não conhecia esse livro mas fiquei muito interessada! Gosto bastante dessa temática de drama em guerras, então fiquei bem curiosa. Parece bem denso e pesado, mas mesmo assim quero ler.
    bom final de semana!

    Red Behavior

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então vai gostar desse livro, embora fale bastante de lembranças do passado de Daniel, ele fala bastante de sua experiencia nas trincheiras! Obrigada pelo comentário. E um bom final de semana pra vc também, quem sabe na companhia de um bom livro!

      Excluir
  15. Sempre gostei de livros/filmes com essa temática de guerra ou pós-guerra por conta da antropologia ligada aos acontecimentos, me interessei demais pelo livro. 🌚

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se quiser empresto pra ti feio. Devolvendo! Kkkk
      Brinks. Eh um bom livro.

      Excluir
  16. Me pareceu ótimo! Adoro livros com linguagem de guerra <3

    ResponderExcluir

Arquivo do Blog

Visualizações