sexta-feira, 22 de julho de 2016

RESENHA| Loney, de Andrew Michael Hurley

Loney
Andrew Michael Hurley
Páginas: 304
Capa dura
Ano: 2016
Editora: Intrínseca
Idioma: Português
Obra cedida em parceria com a Editora Intrínseca

Quando os restos mortais de uma criança são descobertos durante uma tempestade de inverno numa extensão da sombria costa da Inglaterra conhecida como Loney, Smith é obrigado a confrontar acontecimentos terríveis e misteriosos ocorridos quarenta anos antes, quando ainda era criança e visitou o lugar.À época, a mãe de Smith arrastou a família para aquela região numa peregrinação de Páscoa com o padre Bernard, cujo antecessor, Wilfred, morrera pouco tempo antes. Cabia ao jovem sacerdote liderar a comunidade até um antigo santuário, onde a obstinada sra. Smith crê que irá encontrar a cura para o filho mais velho, um garoto mudo e com problemas de aprendizagem.O grupo se instala na Moorings, uma casa fria e antiga, repleta de segredos. O clima é hostil, os moradores do lugar, ameaçadores, e uma aura de mistério cerca os desconhecidos ocupantes de Coldbarrow, uma faixa de terra pouco acessível, diariamente alagada na alta da maré. A vida dos irmãos acaba se entrelaçando à dos excêntricos vizinhos com intensidade e complexidade tão imperativas quanto a fé que os levou ao Loney, e o que acontece a partir daí se torna um fardo que Smith carrega pelo resto da vida, a verdade que ele vai sustentar a qualquer preço.Com personagens ricos e idiossincráticos, um cenário sombrio e a sensação de ameaça constante,Loney é uma leitura perturbadora e impossível de largar, que conquistou crítica e público. Uma história de suspense e horror gótico, ricamente inspirada na criação católica do autor, no folclore e na agressiva paisagem do noroeste inglês.

Olá galera!

E pra terminar essa maratona Loney, trago para vocês a resenha desse livro intenso, que me arrancou da minha zona de conforto e me jogou no mar da incerteza. Nadei e consegui chegar até aqui... Minha fé continua inabalável, mas minha loucura chegou a níveis inimagináveis!

Primeiro romance de Andrew Michael Hurley, Loney é uma experiência literária no mínimo interessante. Com traços de horror gótico, a narrativa ultrapassa qualquer definição pré-estabelecida, pois encontramos traços de suspense, drama, terror psicológico, fanatismo religioso, rituais, problemas familiares, fé e o poder da natureza.

Tonto como foi apelidado pelo Padre Bernard, narra os eventos que envolvem uma das inúmeras peregrinações de sua família para o litoral Lancashire na Inglaterra, numa faixa da costa conhecida como Loney, durante o ano de 1976. Uma viagem muitas vezes motivada pela busca incessante de sua mãe Sra. Esther Smith, pela tão sonhada cura de seu irmão Hanny, um menino “mentalmente perturbado”, desprovido de fala. A mãe Esther acredita que o lugar detêm poderes que possam restabelecer a saúde do filho.

“Ela estava convencida de que lá – e somente lá – Hanny teria alguma chance de ser curado”

Tonto e sua família são a família padrão, católicos fervorosos vão à igreja regularmente.  Esther é extremamente rigorosa em sua fé, chegando a ser inclemente com a família. O pai fazia de tudo para seguir as vontades da esposa, tudo em prol da “paz familiar”.

Padre Bernard McGill assume na paróquia, posterior o padre Wilfred perder a sanidade, a fé e a vida, após uma de suas viagens a Loney. Porém o que era pra ser uma inclusão serena acaba sendo uma luta velada entre o Padre e Esther. Ela querendo que o novo sacerdote mantenha os costumes do antigo pároco e ele almejando trazer mudanças que satisfaçam a todos. Assim, motivado por sua vontade de agradar os fieis, padre Bernard leva os peregrinos a Loney.
Loney em si é uma baía, que tem mudanças rápidas entre a maré, atingindo curiosos e desavisados, roubando-lhes a vida. Já do outro lado da baía temos uma pequena ilha, lugar esse que existia uma casa conhecida como Thessaly, onde reza a lenda que o local já foi á casa de uma bruxa, que acabou sendo enforcada por sua perversidade.

"Porém, era impossível conhecer de verdade o Loney. O local mudava a cada afluxo e recuo das águas, e as marés de quadratura revelavam os esqueletos daqueles que julgavam ter lido e interpretado o lugar suficientemente bem a ponto de escapar de suas traiçoeiras correntes. Apareciam animais, às vezes pessoas, certa vez os restos mortais de ambos - um peão e sua ovelhas interceptados e afogados na antiga travessia de Cúmbria. E agora, desde a morte deles, havia um século ou mais, o Loney vinha empurrando suas ossadas de volta para a terra, como se estivesse provando a pertinência de um argumento".

Loney é muito mais que um local imponente, é o protagonista da história. Espalha medo e molda o caráter daqueles que lá vivem e traz mal estar para aqueles que o visita.

A robustez da história de Hurley reside nos personagens bem desenvolvidos, na exuberância do amor de Tonto pelo seu irmão Hanny, dos moradores locais esdrúxulos que causam arrepios, nos elementos da natureza apavorante, na fé quase desvairada de sua mãe. O leitor se sente compelido a participar da narrativa, seja por curiosidade, seja por covardia de abandonar o livro.
A edição da Editora Intrínseca está perfeita! Em capa dura preta, com uma jacket macia ao toque. As folhas são de papel pólen e a diagramação enxuta com fonte agradável.

Recomendo a leitura, mesmo sabendo que existem momentos de tensão na narrativa. Há diversas perguntas sem resposta, e acredito que cada leitor deve chegar a suas próprias deduções. 

25 comentários:

  1. Segunda resenha que vejo desse livro, fiquei mais curiosa ainda! Amo as capas duras da Intrínseca *0*
    Nuvem de Novembro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lindas capas realmente. Obrigada pela sua participação! Beijos

      Excluir
  2. Quero elogiar suas fotos, elas ficaram lindas. Quanto a resenha, essa foi maravilhosa. Me interessei pelo livro, achei que evolve muitos assuntos e fiquei curiosa embora esse terror eu não seja muito fã, os outros assuntos me prendem. Parabéns! bjs
    www.pilateandosonhos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa Ciana, muito obrigada! Passo um tempinho pra tirar as fotos, editar e deixar bacana para vocês curtirem! Um grande beijo!

      Excluir
  3. Adoro terror psicologico! O gótico me lembra muito o estudado na escola, sabe? Entao me interessou! E adorei suas fotos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma história fascinante! Muito obrigada! Grande beijo!

      Excluir
  4. Primeiro gostaria de elogiar as fotos do post, PARABÉNS, ficaram lindas! E o livro parece bem tenso, confesso que não é meu gênero preferido, mas fiquei bem curiosa com a história.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que você não iria se arrepender caso você mergulhasse na narrativa! Um grande beijo!

      Excluir
  5. Ando querendo ler coisas do gênero, não conhecia esse livro, ando meio por fora hahhahah. Mas, que resenha e fotos maravilhosas <3

    Beijos,
    http://pinguimtagarela.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Diovana. Grande beijo!

      Excluir
  6. Amei suas fotos! Me senti um pouco apavorada com esse livro hahahah, não faz muito do gênero que costumo ler! Mas parece ser bom!
    Beijos,
    www.hitsdomomento.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É ótimo! Pena não ser seu estilo! Um grande beijo e muito obrigada!

      Excluir
  7. Preciso ler esse livro, adoro essas histórias onde cada leitor tem a oportunidade de tirar as suas próprias conclusões

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso Ana, recomendo a leitura! Depois me conta! Um grande beijo!

      Excluir
  8. Eu adoro histórias que nos deixam tensos, essas coisas de terror psicológico <3
    Já vi tantas resenhas desse livro e a maioria é positiva :) ele está na lista de desejos! Fora essa edição (capa dura OMG) linda *-*
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Edição linda, história forte, vale muito a pena! Um grande beijo!

      Excluir
  9. Hey!
    Já ouvi falar desse livro, mas nunca tinha lido uma resenha, ao menos até agora. A capa em si já tinha me chamado a atenção, mas eu não fazia ideia mesmo do que se tratava. Pelo jeito as vezes da pra julgar pelas aparências sim, pois Loney parece ser um livro intenso e arrebatador, fiquei super curiosa e impelida a lê-lo. Parabéns pela resenha.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Eduarda e espero que em breve você possa desfrutar da leitura! Grande abraço!

      Excluir
  10. Oie, tudo bem? Ainda não conhecia esse livro mas pela sinopse parece ser ótimo. Esse é o tipo de livro que amo ler, suspense me chamam muito a atenção, ainda mais quando a história é bem escrita e não conseguimos largar o livro até terminar rs Gostei muito da resenha. Beijos, Érika ^-^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Érika! Grande beijo!

      Excluir
  11. Não conhecia o livro, porém já conhecia o autor e acredito que essa seja mesmo uma obra e tanto. Não sou muito de ler livros neste segmento, mas confesso ter ficado um tanto curiosa para saber mais a respeito da história. Parece ser uma daquelas que nos prendem do começo ao fim. ❤ A resenha ficou impecável. Beijos!!*-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz que tenha gostado Andressa! Grande beijo!

      Excluir
  12. Uau, parece realmente super interessante o livro *-* Curto bastante o gênero, mas confesso que às vezes tenho medinho, ou por ficar muito tensa ou por ficar com medo mesmo hehe xD Só não entendi, lendo sua resenha, pq raios o padre levaria a igreja pra esse lugar sombrio '-' Deu um pouco de curiosa pra descobrir essa questão hehe 8D
    Adorei a resenha :33 Beijinhos com amor,
    Pequeno Mundo de Sarah

    ResponderExcluir
  13. Não conhecia esse livro, mas acabou de entrar para a minha lista! Eu sou apaixonada por histórias nesse estilo. Sua resenha foi maravilhosa, completa mas ainda assim deixou um ar de mistério. Me fez querer mais. Parabéns!

    ResponderExcluir
  14. Gosto bastante desse estilo e não conhecia. Fiquei querendo ler com certeza! Adorei a resenha <3
    boa semana :)

    Red Behavior

    ResponderExcluir

Arquivo do Blog

Visualizações