quarta-feira, 22 de junho de 2016

Comentando sobre o filme "Como eu era antes de você"

Olá, meu povo. Como estão? Espero que estejam bem. Então, vim falar sobre dois milagres que aconteceram. O primeiro é que eu fui para o cinema gastar o meu dinheiro para assistir este filme e o segundo é que eu vim comentar sobre este filme que se chama "Como eu era antes de você". Vamos conferir?

Bom, este filme está sendo muito bem falado. Na verdade antes de saírem os trailers as pessoas já estavam enlouquecidos. Não estava curiosa para assistir este filme porque odeio o livro. Sim, não me matem, mas o livro não me cativou, não me fez chorar, não vi romance, não vi nada que tenha graça no livro. Mas, assistir o filme foi um acidente porque não estava nos meus planos mas acabei assistindo. E a grande verdade é que eu me surpreendi e simplesmente amei o filme. Não completamente, mas eu gostei. 
Como eu era antes de você (Me Before You)
Lançamento: 16 de junho de 2016
Emilia Clarke, Sam Claflin, Mattew Lewis, Charles Dance
Drama, Romance
Rico e bem sucedido, Will (Sam Claflin) leva uma vida repleta de conquistas, viagens e esportes radicais até ser atingido por uma moto, ao atravessar a rua em um dia chuvoso. O acidente o torna tetraplégico, obrigando-o a permanecer em uma cadeira de rodas. A situação o torna depressivo e extremamente cínico, para a preocupação de seus pais (Janet McTeer e Charles Dance). É neste contexto que Louisa Clark (Emilia Clarke) é contratada para cuidar de Will. De origem modesta, com dificuldades financeiras e sem grandes aspirações na vida, ela faz o possível para melhorar o estado de espírito de Will e, aos poucos, acaba se envolvendo com ele.

Comentando resumidamente sobre a adaptação, a história se inicia quando Will sobre um acidente de moto e fica tetraplégico. Sem poder se mexer ou coisas básicas como tomar banho sozinho, sair, comer e entre outras coisas, seus pais, principalmente a sua mãe, procura uma cuidadora de deficientes e é a partir daí que a Louisa, entra na vida de Will. A Lou é uma mulher modesta, de vida simples que acaba de perder o emprego e precisa encontrar um urgentemente. E é com esta necessidade de dinheiro, que ela começa a trabalhar para esta família. 
Will é um homem cínico, frio e cheio de irônica, o que torna a vida de Lou bastante complicada. Mas mesmo assim, ela se esforça para fazer o melhor e também para tentar animá-lo ou melhorar um pouco o estado dele. E ambos vão se envolvendo e mostrando um sentido diferente na vida de um e fazendo com que os protagonistas e as pessoas ao redor cresçam.

O filme realmente é muito bom mesmo. Os autores foram incríveis, o cenário, a trilha sonora são muito bons. Também foi um filme fiel ao livro, mas que algumas coisas, o filme banalizou. O primeiro ponto é que o livro é tenso e complexo. Diferente do livro, o filme na minha opinião, pareceu mais um filme bobo, engraçado e um romance um pouco sem sentido nenhum. No meu ponto de vista, o filme foi leve demais em relação ao livro e infelizmente também cortaram partes muito importantes da obra. Mas mesmo assim o filme foi muito bom.

A grande estrela desse filme com certeza foi a atriz Emilia Clarke, que protagonizou a Lou. Ao assistir o filme, senti que aquela Lou que estava vendo, era aquela Lou que eu li no livro. As cenas foram muito bem desenvolvidas. Assim como no livro, ela foi atrapalhada, divertida, confusa, de vida simples e uma pessoa comum, sem grandes expectativas. O Sam Claflin também foi um autor incrível que soube desenvolver muito bem o seu personagem. Confesso que no começo eu não acreditei muito no potencial dele de fazer o Will. Mas ao decorrer da adaptação, eu mudei de ideia e até que me surpreendi. A família do Will, principalmente a mãe, foi uma das autoras que mais entraram no personagem. Eu senti a dor, o medo e a confusão que ela sentia. Os personagens secundários também foram incríveis, como o pai da Lou e também o namorado da Lou, que admito que passou várias cenas dele. Em geral, todos os autores foram ótimos e interpretaram perfeitamente.
Não me arrependo de maneira alguma de ter assistido ao filme "Como eu era antes de você". Eu ri horrores, refleti um pouco sobre a situação dos personagens e também sobre a questão da vida. Mas, algo que não aconteceu comigo foi eu derramar lágrimas. Mesmo eu me emocionando com algumas cenas, não chorei como vi vários relatos de algumas pessoas. Foi um filme muito divertido, fofo em algumas partes e tristes em outras, mas nada que tenha feito eu chorar. Gostei do filme mas senti que faltou algo a mais, algo mais profundo e complexo. Mas mesmo assim, foi muito bom ter assistido ao filme.

A moral do filme é como vivemos a nossa vida. Se arriscamos, se experimentamos coisas e se vivemos intensamente ela. O filme passa uma mensagem bonita e emocionante. Recomendo que assistam, é um filme bom, mas que não vá muito ao pote, pois poderá decepcionar também.

10 comentários:

  1. Eu quase peguei o livro pra ler só pra não ter que esperar o filme sair nas telonas, mas resisti e esperei ele sair no cinema. Acho que o fato de não ter lido o livro e não saber o final me emocionou mais. O filme não é o melhor do ano, mas vale a reflexão.

    Adorei seu blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Ticiana. Eu li o livro primeiro e confesso que o final não me emocionou nadinha. Na minha opinião você fez certo em assistir primeiro.

      Obrigada, querida <3

      Excluir
  2. Estou super curiosa com o filme, mas ja ouvi spoiler de que o final nao é bom :(
    http://www.karoltomaz.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É engolível, Karol hahaha. Mesmo assim, no meu ponto de vista, vale a pena assistir!

      Excluir
  3. Estou looouca pra ver o filme <3 Já me apaixonei só pelo trailer, imagine o filme

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que tenha a oportunidade de assistir, Ju. Vale a pena!

      Excluir
  4. Eu amo o livro e amei o filme, mas sabia que eu não ia chorar, me emocionei com algumas cenas, mas não chorei como tantas pessoas falaram.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também me emocionei em algumas cenas, Isa. Mas também não chorei como tantas pessoas falaram kkkk.

      Excluir
  5. É muito bom ler uma crítica mais neutra como a sua foi,to realmente ansiosa por esse filme, mas só vou assistir quando sair em DVD

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado, Nav. Ótima decisão. É bom que não gasta dinheiro kkk :p

      Excluir

Arquivo do Blog

Visualizações