segunda-feira, 30 de maio de 2016

RESENHA | A olimpíada dos bichos e outros contos animais, de Silvia Flauzino

A olimpíada dos bichos e outros contos animais
Autora Silvia Flauzino, ilustrador André Flauzino
Editora Bambolê, 32 páginas
nota 3.5
Obra cedida em parceria com a Editora Bambolê
Três fábulas para rir e se encantar. Assim é o livro A Olimpíada dos Bichos e outros contos animais. A onça resolve promover uma olimpíada entre os animais. Mas nem todos estão contentes. A capivara despreza toda aquela euforia com os jogos. Se eu fosse ela, até pensaria em mudar de opinião... Em Barulho na Floresta, algo de muito misterioso está atormentando toda a fauna. Até o leão resolveu tirar satisfações com o culpado de toda essa confusão. Já em Espeto e o espinho, as crianças vão conhecer um porco-espinho resmungão e rabugento, que vai entender que nem sempre é hora de colocar os espinhos de fora.

Livro bastante divertido que traz três historinhas que a garotada com certeza vai amar!
Na primeira história “ A olimpíada dos bichos”, a onça resolve criar uma olimpíada para agitar a floresta. Os animais ficaram animadíssimos, exceto a capivara, que não conseguiu achar graça nenhuma naquela animação toda. A primeira prova foi a da natação, a segunda o levantamento de peso e a última prova a corrida. Tudo acontecia sob o olhar atento da onça e a rejeição da capivara. Ao terminar a competição os animais estavam felizes com suas medalhas e a anta resolveu falar com sua amiga capivara. Essa novamente desprezou a alegria da competição. Foi quando a anta explicou o motivo de todos que participaram estarem felizes. O prêmio era a onça não perseguir ninguém que tenha participado. Com isso a capivara correu para se esconder e todos os dias foge da onça.

A segunda história é “Barulho na floresta”. E conta um grande mistério. Um barulho enorme foi ouvido por todos os animais. E ninguém sabia dizer o que, ou quem havia feito aquele barulho. E como se não bastasse isso, um mal cheiro horrível veio logo após. O primeiro suspeito foi o bem-te-vi, mas ele era pequeno demais para ter feito tamanho barulho. O segundo foi o gambá, por causa da sua fama de mal cheiroso. Vendo todo aquela confusão, o leão sentiu-se na obrigação de encontrar o culpado. Foi nesse momento que se ouviu outro barulho e vindo na direção dos animais, à toda velocidade estava o elefante. Com muita vergonha, admitiu ter soltado um pum enorme. Tudo isso porquê era difícil para ele encontrar um banheiro limpinho ali na floresta.

Terceira e última história é sobre Espeto. Um porco espinho rabugento, que não sabia controlar os seus espinhos. Os animais da floresta evitam estar perto dele, com medo de se machucarem. E com isso Espeto sentia-se muito sozinho. Um belo dia, Espeto machucou-se com o próprio espinho. E ficou muito aperreado por não conseguir retirá-lo, além de acabar se machucando mais ao tentar. Pediu ajuda ao macaco e a tartaruga, mas os dois não tiveram muito sucesso. Foi então que ele pediu ao amigo coelho, mas antes teve que pedir desculpas por ter sido tão resmungão e não tentar evitar de machucar os outros. O coelho sensibilizado com o sofrimento do amigo porco espinho resolveu ajudar. E finalmente conseguiu retirar aquele espinho. E Espeto aprendeu a lição.

O livro é só diversão. Com páginas bastante coloridas e as ilustrações facilitam o acompanhamento da história. A leitura é bem leve, pois as palavras são simples e de fácil entendimento para a criançada. Leiturinha muito legal, até para os adultos acompanharem com as crianças. Adorei o livro e recomendo para todas as idades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do Blog

Visualizações