terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Dicas para as crianças // O menino, o bilhete e o vento

Olá, leitores. Como estão? Espero que estejam bem. Peço desculpas pela falta de postagem. A internet anda péssima e por isso, não estou podendo postar. Principalmente porque estamos no final do ano, e no final do ano, tudo é complicado. Não sei quando irei postar regularmente, por isso, já peço imensas desculpas a todos. Mas enfim. Hoje trago para vocês uma mini resenha da obra O menino, o bilhete e o vento. Incrível para as crianças que querem uma leitura divertida e leve!

O menino, o bilhete e o vento
Autora Ana Cristina Melo
Ilustrador Fabio Maciel
Compre aqui
Obra cedida em parceria com a Editora Bambolê

Um menino recebe da avó uma grande missão: achar Seu Olavo e lhe entregar um bilhete. Mas como iria cumprir essa tarefa, se ele sequer sabia onde esse homem morava? No caminho até a cidade, além das descobertas que faz, ele se vê em apuros, quando o bilhete se solta de sua mão curiosa e foge dançando pelo ar. Numa disputa com o vento, que também se torna personagem dessa aventura, o menino pode descobrir que a solução de um problema, às vezes, pode vir do que parecia ser um contratempo.



Em "O menino, o bilhete e o vento" conhecemos um garoto bastante curioso e esperto que recebe uma missão da sua avó: Entregar um bilhete para o Seu Olavo. Mas como entregar algo se não sabe nem onde o senhor mora? O jeito é perguntar e ficar procurando até encontrar. Mas o que o garoto pensa que vai ser fácil, vai ser mais complicado do que ele imaginava...

Ao procurar o Seu Olavo, o garoto acaba se distraído com a paisagem. Mesmo sempre passando naquele mesmo lugar, ele começa a se questionar e aumentar sua curiosidade e como acaba não resistindo, ele resolve olhar e admirar tudo a sua volta. Ele caminha, caminha e caminha... Só que algo inesperado. Um vento forte acaba levando o bilhete e o garoto entra em desespero. Será que ele irá encontrar o bilhete e entregar para o Seu Olavo?

"O menino, o bilhete e o vento" é uma leitura bem divertida. Quem não é curioso nessa vida? Que quando repara em algo não entra em êxtase e fica fazendo perguntas e questionamentos? E a obra mostra exatamente isso. O bom de ser curioso e também que nem sempre é bom ser curioso com tudo.

É uma obra com leitura leve principalmente quando vemos as atrapalhadas dos personagens. Mesmo sendo infantil, os adolescentes e os adultos também irão se divertir.

Não posso deixar de citar o incrível trabalho da parte da ilustração do autor Fabio Maciel que achei super interessante e criativo as ilustrações. A Editora Bambolê também fez um trabalho maravilhoso com a diagramação e a revisão.

Agradeço a editora pela oportunidade de ler esta obra e também recomendo a leitura para todos os curiosos de plantão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do Blog

Visualizações