terça-feira, 24 de novembro de 2015

Resenha - A voz do Arqueiro - Mia Sheridan

A Voz do Arqueiro

Capa comum: 336 páginas

Autora: Mia Sheridan

Editora: Arqueiro; Edição: 1ª (11 de agosto de 2015)

Idioma: Português


Livro de Acervo Pessoal
Bree Prescott quer deixar para trás seu passado de sofrimentos e precisa de um lugar para recomeçar. Quando chega à pequena Pelion, no estado do Maine, ela se encanta pela cidade e decide ficar. Logo seu caminho se cruza com o de Archer Hale, um rapaz mudo, de olhos profundos e músculos bem definidos, que se esconde atrás de uma aparência selvagem e parece invisível para todos do lugar. Intrigada pelo jovem, Bree se empenha em romper seu mundo de silêncio para descobrir quem ele é e que mistérios esconde. Alternando o ponto de vista dos dois personagens, Mia Sheridan fala de um amor que incendeia e transforma vidas. De um lado, a história de uma mulher presa à lembrança de uma noite terrível. Do outro, a trajetória de um homem que convive silenciosamente com uma ferida profunda.Archer pode ser a chave para a libertação de Bree e ela, a mulher que o ajudará a encontrar a própria voz. Juntos, os dois lutam para esquecer as marcas da violência e compreender muito mais do que as palavras poderiam expressar.

Bem... Preciso iniciar essa resenha e sinceramente não sei por onde! Primeiro deixe-me dizer que foi do jeito que eu esperava. Não que isso seja ruim, pelo ao contrário, amei a escrita da Mia Sheridan e esse sendo o primeiro livro que li da autora com certeza me fez querer conhecer outros títulos da mesma. A história me fisgou desde o início e foi uma verdadeira guerra de nervos pra saber se eu devorava toda a história de uma vez ou ia lendo em doses homeopáticas. Eu me apaixonei por Archer e Bree e consequentemente sofri e me alegrei junto com eles. Foi realmente uma jornada emocional, uma montanha russa de emoções.

Bree Prescott acaba de chegar na cidade de Pelion, no Maine um tranquilo e pacato local, na expectativa de alcançar a paz dos pesadelos que a perseguem ferozmente desde que ela e seu pai foram vítimas de um crime mostruoso. Seu pai perdeu a vida e ela sobreviveu com marcas profundas na alma. Ela consegue alugar um chalé em frente a um lago e arranja um emprego como garçonete na lanchonete da cidade chamada Norm’s.

Bree é uma garota obstinada e faz o possível para afastar os terríveis ataques de pânico que ela tem sempre pela manhã. Bree está realmente tentando seguir em frente com sua vida e procurando ser feliz da melhor maneira possível, ela não tem planos de romantismo com ninguém, ela quer apenas que seu coração pare de sangrar e que as lembranças se tornem menos dolorosa.

O que Bree certamente não esperava era ficar tão interessada em um homem solitário e incomum que ela conhece na cidade, um homem que não fala com ninguém e cujas tragédias em seu passado ainda são alvo de fofocas e especulações por todos os moradores da pequena cidade.

Acho que amor é um conceito, e cada pessoa tem uma palavra única para descreve em que o sentimento se resume para ela.

Archer Hale é realmente um eremita, sua barba por fazer e seus cabelos desgrenhados são como uma grande placa pendurada em seu pescoço escrito em letras garrafais – não se aproxime. Vários foram os fatores que o tornaram excêntrico e socialmente isolado, sua tragédia da infância que o deixou mudo e quebrado emocionalmente e ser criado por um tio paranóico influenciaram negativamente a vida de Archer e o tornou o que ele é: um homem emocionalmente imaturo e recluso. Raramente ele sai de casa e quando se aventura a uma ida a cidade é para suprir suas necessidades básicas. Quando ele literalmente esbarra em Bree em um estacionamento, mesmo ele não querendo sua vida começa a se transformar. Ela começa a ser figura presente em sua casa e em sua vida, ela é um sopro de humanidade na vida de Archer e em pouco tempo indo contra todos os seus instintos ele começa a reparar na obstinada e linda Bree.

Não sabia o bastante para sonhar com você, Bree, mas de algum modo você se tornou realidade. Como isso aconteceu? Quem leu a minha mente e soube exatamente o que eu queria, quando eu mesmo não sabia?

Quando Bree começa a conhecer verdadeiramente Archer, ela constata que ele não é nada daquilo que todos na cidade comentam e acreditam que ele seja. Ela custa a penetrar na couraça de Archer, mas uma vez que ela supera a frieza inicial do nosso recluso protagonista, ela encontra uma força nele que a ajuda a começar a se curar e finalmente Bree começa a viver um grande amor. No entanto, o medo de ser posto de lado, de ser abandonado, por Bree é uma nuvem que paira sobre a cabeça de Archer e o deixa cativo do medo de amar e se entregar completamente, o incapacitando emocionalmente e Bree teme que ele nunca seja capaz de confiar em alguém ou se permitir sentir o amor em sua vida.

Coisas ruins não acontecem com as pessoas porque elas merecem. Não é assim que funciona. É só... a vida. E não importa quem somos, temos que lidar com a sorte que nos cabe, por mais terrível que ela possa ser, e tentar fazer o melhor para seguir em frente de qualquer modo, amar de qualquer modo, ter esperança de qualquer modo... ter fé de que há um propósito para a nossa jornada. Segurei as mãos dele por um instante, então soltei - as para que pudesse continuar. E tentar acreditar que talvez mais luz brilha por trás daqueles que têm as maiores rachaduras.

Realmente esse é um grande livro. Se você é um leitor que gosta de romance contemporâneo, recheado de suspense e superação, com um belo protagonista com um passado extremamente angustiante e uma mocinha forte e que ama acima de tudo, essa é a história certa para você! Livro mais do que recomendado!


E para quem curtiu o livro da querida Mia Sheridan novidades, a Editora Arqueiro está lançando agora em Novembro outro livro da série Signos do Amor chamado O coração do Leão. Confiram a capa do livro e sinopse. Estou aguardando ansiosa!


Evie e Leo se conheceram ainda crianças, em um lar adotivo, e logo se tornaram grandes amigos. Com o tempo, a amizade se transformou em uma paixão avassaladora, e eles juraram ficar juntos para sempre. Quando Leo foi inesperadamente adotado na adolescência e teve que se mudar para outra cidade, prometeu a Evie que entraria em contato com ela assim que chegasse lá e que voltaria para buscá-la quando ela fizesse 18 anos. Mas ele nunca mais deu notícias. Oito anos depois, apesar das circunstâncias, Evie conseguiu dar a volta por cima. Tem um emprego, amigos e está feliz. Então, de repente, um homem chamado Jake Madsen surge em sua vida, alegando ter sido enviado por Leo para saber como ela está. Evie não consegue evitar a atração que sente por esse homem sensual e misterioso. Mas será que ela pode confiar em um estranho? Ou será que ele está guardando um segredo sobre sua real ligação com Leo e os motivos que o levaram a sumir de sua vida anos atrás? 

3 comentários:

  1. Nádya.

    Depois de ler O Coração de Leão (já está disponível nas livrarias) e conhecer o trabalho da autora creio que daria uma chance fácil para A Voz do Arqueiro. O tema parece interessante e como gostei muito de O Coração de Leão, deixarei anotado em minha lista de desejados esse título, apesar de no começo eu não tinha a intenção de acompanhar a coleção.

    Abraço,
    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Nadya, tudo bom?
    Ai essa autora teve uma sacada maravilhosa com as referências.
    Estou com O Coração de Leão para ler, espero gostar e ai dar uma chance pra esse livro.

    Beijos

    Está acontecendo um sorteio lá no blog do livro Perdido em Marte, participe!
    http://penelopeetelemaco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi,
    Sabe que ainda não sei se quero ou não ler esse livro...rsrs..Tenho um pouco de receio de não ser exatamente o que eu imagino e me decepcionar então vou deixando ele um pouco de lado mas quem sabe um dia.
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    http://leiturakriativa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Arquivo do Blog

Visualizações