domingo, 25 de outubro de 2015

Resenha - Grey: Cinquenta Tons de Cinza Pelos Olhos de Christian - E. L. James


Grey: Cinquenta Tons de Cinza Pelos Olhos de Christian
Capa comum: 528 páginas
Autora: E. L. James
Editora: Intrínseca; Edição: 1ª (18 de setembro de 2015)
Idioma: Português
Livro cedido em parceria com a Editora Intrínseca

Cinquenta tons de cinza pelos olhos de Christian. Na voz de Christian, e através de seus pensamentos, reflexões e sonhos, E L James oferece uma nova perspectiva da história de amor que dominou milhares de leitores ao redor do mundo.Christian Grey controla tudo e todos ao seu redor: seu mundo é organizado, disciplinado e terrivelmente vazio – até o dia em que Anastasia Steele surge em seu escritório, uma armadilha de pernas torneadas e longos cabelos castanhos. Christian tenta esquecê-la, mas em vez disso acaba envolvido num turbilhão de emoções que não compreende e às quais não consegue resistir. Diferentemente de qualquer mulher que ele já conheceu, a tímida e quieta Ana parece enxergar através de Christian – além do empresário extremamente bem-sucedido, de estilo de vida sofisticado, até o homem de coração frio e ferido.Será que, com Ana, Christian conseguirá dissipar os horrores de sua infância que o assombram todas as noites? Ou seus desejos sexuais obscuros, sua compulsão por controle e a profunda aversão que sente por si mesmo vão afastar a garota e destruir a frágil esperança que ela lhe oferece?

Para os simpatizantes da trilogia Cinquenta Tons de Cinza da autora E. L James, Grey sem sombra de dúvidas foi um livro muito aguardado. Na ocasião que me foi concedida a oportunidade de ler e resenhar essa obra fui completamente fisgada, e posso declarar com a maior convicção que esse livro de bauniha não tem nada meu caro amigo.

Consumi essa obra em poucas horas, e não consegui desviar-me por nenhum momento do “quarto vermelho da dor”, na verdade foi extremamente atraente entrar mais uma vez naquele quarto, mas dessa vez sob a perspectiva masculina do meu querido Christian Grey.

Para quem nunca leu nada da série, a trilogia cinquenta tons de cinza narra a história pra lá de maliciosa e sedutora do prepotente bilionário mais novo, sexy e atraente que esses livros de ficção já experimentaram o sedutor Christian Grey que corteja a estudante de literatura, a inocente Ana Steele em seu universo sexual de aventura, dor e submissão erótica. A trilogia vendeu mais de 125 milhões de cópias em todo o mundo desde 2011 e já foi traduzido para mais de 51 idiomas e conduziu o ator Jamie Dornan para o homem mais quente de Hollywood com o filme da série.


Em Grey, sua nova obra E. L. James Grey, conta a história de amor do casal mais picante da história da literatura, através da cabeça excêntrica do Adônis mais cobiçado e ávido de autoridade Christian Grey. Como característica marcante em suas obras, E. L. James explora mais uma vez os monólogos internos dos personagens e dessa maneira Grey nos fornece uma linha direta a sua caótica, atraente e estimulante mente, revelando aos leitores seus desejos mais profundos e obscuros e sinceramente a autora não me desapontou.



Consegui mais uma vez cair de amores pela história e a narrativa extremamente envolvente me puxou para Christian e a complexidade emocional e psicológica do personagem fica mais uma vez explícita nesse livro. Sei que é uma leitura polêmica e o forte BDSM* introduzida na história faz com que a obra seja do tipo amem ou odeiem, mas sou uma daquelas mulheres que se deixou tomar e envolver pela obra como um todo.



Embora ele seja um magnata poderoso, vejo em Christian uma pessoa instável, necessitado de atenção genuína e inseguro, que oculta sua verdadeira essência de menino assustado por trás da riqueza e do poder que conquistou ao longo dos anos para se conservar sempre no comando, seja nas suas relações pessoais, seja no trabalho que ele conduz a mão de ferro. O domínio é algo medular para que ele consiga conserva-se e conduzir a si mesmo.

Esse não é um livro doce, cheio de flores e palavras apaixonadas, e embora seja a mesma história, é uma narrativa mais seca e sem desvios para suspiros ou longas conversas com sua “deusa interior”.  A parte erótica não é nada inocente. Como se era de esperar Christian Grey é um homem que não tem preocupação de expor uma linguagem vigorosa e suas fantasias são compartilhadas de forma explícita, dominando e pedindo a submissão imediata a todos os leitores.


Este não é um livro para os críticos de plantão, é um livro para fãs que assim como eu pediram e desejaram fervorosamente um pouco mais de Christian Grey. Se recomendo a leitura? Fica a vontade de cada um... Se aguardo o segundo livro – posso dizer que já estou atada e de joelhos esperando!

*BDSM
As siglas de BDSM agrupam diversas práticas sexuais que se pode usufruir de todas ou selecionar as que gerem maior prazer ou atração:
B - Bondage
D - Dominação
S - Submissão e sadismo
M - Masoquismo

42 comentários:

  1. Algumas amigas leitoras estavam extremamente ansiosas por esse livro, elas, claro, são fãs de 50 tons.
    Eu nunca li, não é preconceito nem nada. Não falo mal da obra e muito menos de quem lê.
    Como você bem disse em sua resenha, não é um livro para críticos.
    Tem aqueles livros que a gente lê por prazer mesmo, paara se divertir e para passar o tempo.
    É uma delícia mesmo.
    Gostei muito da sua resenha, sincera, clara e cheia de detalhes sem contar história toda..
    PS: Adorei os quotes escolhidos.

    Abraço Bons Livros,
    Biblioteca do Coração❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Natasmi! Quem sabe um dia você se delicie com as histórias! Beijos!

      Excluir
  2. Eu não sabia que teria outro livro pela perspectiva dele... é isso mesmo, entendi certo? rs... achei que seria apenas um. Não tenho muita curiosidade de ler porque não sou muito chegada em hot, menos ainda quanto tem BDSM, mas tenho uma prima tão fascinada pela história que acho que ela vai acabar me convencendo um dia... já me convenceu a comprar a trilogia inicial e estou com ela na estante. Que bom que caiu de amores pela história e achou a narrativa tão envolvente.

    Beijo.

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai amiga leia... é bom pra passar o tempo!!...rsrsrs. Beijos!

      Excluir
  3. Oie!
    Ahhhh eu ainda não consegui ler esse livro"!! Estou muito atrasada com as minhas leituras, preciso dar um jeito \o/
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Corre menina... Você vai gostar! Beijo grande Carla!

      Excluir
  4. Olááá! Estou devorando o livro no momento e AMANDO!
    Sou muito fã de "Cinquenta Tons", e "Grey" está me conquistando ainda mais porque não temos a deusa interior da Ana dando pitaco a cada segundo, hahaha!
    Ai, essa história... ai, esses dois... também estou amando voltar onde tudo começou!
    Parabéns pela resenha! ADOREI!
    Beijinhos,
    Alexandra
    http://thebestwordsbr.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ale confesso que adorei não ter "a deusa interior" no meio. Achei a versão mais máscula. Beijos e obrigada querida!!!

      Excluir
  5. Olha eu sinceramente não sou fan de 50 tons e nem li nenhum dos livros
    e não sei nada das estórias, por isso provavelmente lendo eu fiquei boiando sobre o personagem.
    Mas mesmo assim eu acho que não pegaria para ler não, até porque não faz muito meu gênero, mas o personagem me parece ser bastante envolvente, até porque já vi vários comentários positivos sobre esse livro, mas eu sinceramente não tenho interesse nenhum =/

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/10/resenha-vandre-o-homem-que-disse-nao.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faz parte né Silvana, essa diferença de gostos literários! Curto bastante assim podemos discutir sobre os mais diversos gêneros! Obrigada pela participação! Beijos!

      Excluir
  6. Olá Nádya,
    Gostei muito da sua resenha. Preciso confessar que não gosto muito de Cinquenta Tons de Cinza, mas confesso que tenho interesse em ler Grey para ter minha opinião.
    Acho que os críticos deveriam parar um pouco, pois devemos respeitar.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza. Cada um lê o que gosta e se sente bem. O problema está justamente quando queremos dominar os gostos dos outros. Curto de tudo e quando não gosto também adoro ouvir as impressões de cada um. A base é o respeito né amiga? Beijos!

      Excluir
  7. è, acho que com os trechos que você colocou não vou querer nem ver o filme. Não que não curta mas acho que cansei de ler livros assim e acho que eles fizeram este livro só por um ato mais comercial mesmo. Mas 528 páginas? Nossa, é muita coisa mesmo! Não faz muito o meu estilo.

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.amigasemulheres.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Peninha amiga... mas muito obrigada pelo comentário! Beijos grandes!

      Excluir
  8. Oláá
    Poxa, eu não sou nada fã de cinquenta tons, li os dois primeiros e só criei ódio pela série, autora e tudo mais por milhares de fatores que agora não veem ao caso, mas sua resenha está ótima.

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Beijos querida...não me odeie einh? ...rsrsrsrsrs

      Excluir
  9. Olha, dificilmente eu passo o olho por cima, mas não consegui ler sua resenha.
    Eu realmente não gosto de 50 Tons e pra mim um novo livro nessa grossura para contar o ponto de vista do Grey foi uma judiação com as árvores... rsrs.. Fico feliz que tenha gostado, mas essa série com certeza não funcionou e nunca vai funcionar para mim.

    Raíssa Nantes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faz parte Raíssa! E viva as diferenças literárias! Obrigada pela participação e espero em breve resenhar algo que você curta!!! Beijos!

      Excluir
  10. Ola Nadya lindona estou doida para ler esse livro, adoro essa trilogia, e conhecer mais de perto os pensamentos e emoções de Grey é maravilhoso. Espero que a autora não se estenda demais com essas versões do Grey e não as deixe repetitiva demais com os livros originais. Fã de carteirinha que sou logo vou ler. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade viu Joyce! Depois me conta o que você achou! Um grande beijo!

      Excluir
  11. Que lindo!
    Estou lendo e amando ver a visão do Sr. Grey!
    Adorei suas impressões e a resenha ficou incrível.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada amiga, adoro encontrar pessoas apaixonadas pelo Grey...rsrsrsrsrs... Cheiro grande!

      Excluir
  12. Olá, Nádya.
    Eu não tenho vontade de ler esse livro. Não vou dizer que nunca lerei, mas no momento minha vontade é zero. Eu não gostei de Cinquenta tons, a Ana é muito, mas muito morta e o Grey é o tipo de homem que eu passo longe. Não suporto homens mandão, possessivos e ciumentos. Então naõ sei se vou gostar dessa nova visão da história.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hummm....acho que não viu? Mas está valendo seu comentário! Um grande beijo!

      Excluir
  13. eu li a triologia 50 tons , e quero muito ler esse livro estou ansiosa mas não é algo que eu quero ler pra agora quem sabe ano que vem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 2016 promete então!!! Um grande beijo minha linda!

      Excluir
  14. Oi,

    Minha primeira experiência com 50 Tons não foi boa, mas após assistir a adaptação - que ficou melhor que o livro -, resolvi dar um outra chance a ela e, o que curti mais nesse livro foi que nos livramos da "deusa interior" da Ana, que eu odiava, não sei você.

    http://perdidoemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkk....não ter a deusa interior foi particularmente mais favorável a leitura! Beijos!!!

      Excluir
  15. Que engraçada resenha amada!

    Eu confesso que estou aqui de joelhos esperando o meu exemplar de aniversário!!! ahhahaha
    Voou ler com toda a certeza! To até evitando ler muitas opiniões, principalmente as não apaixonadas! Pq gosto muito da trilogia e dos personagens! Sim, senhora! hahaha

    Beijos
    Paulinha - Overdose
    http://overdoselite.blogspot.com.br/2015/10/semanaproibido-editoravalentina_38.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também adoro Paula. Mas não se chateie com opiniões contrárias as suas. São legais desde que ditas com respeito ao gosto literário de cada pessoa. Beijos enormes!

      Excluir
  16. Que legal saber que você é fã dessa trilogia e estava aguardando ansiosamente por um pouco mais do personagem que tanto te encantou. Eu ainda não li 50 Tons, mas pretendo um dia fazê-lo. Apesar disso, confesso que não me senti realmente motivada a ler essa obra. Acho que você bem colocou: é um livro para quem já curte a trilogia.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade Francine...tem que curtir a obra! Quem sabe um dia você não dê uma chance einh? Beijos!

      Excluir
  17. Oi Nádia! Legal saber que amou a obra e até fiquei curiosa, pois não li os outros livros e até estou cogitando a ideia de dar uma chance a este. Linda resenha

    Beijos da Fê
    As Catarina´s

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada amiga! Espero que esse dia chegue logo pra você e assim se renda aos encantos do Grey....rsrsrsrsrs. Beijos!

      Excluir
  18. Eu ainda não li essa série, mas gostei de saber sobre esse novo livro. Para os fãs deve ser ótimo ter mais do Grey, rsrs. Sua resenha foi tão apaixonada que fiquei ansiosa para conferir a trama logo!
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dessa sou suspeita pois Grey é meu bebezinho...rsrsrsrs....que bom que você está pensando em dar uma oportunidade a série! Beijos!

      Excluir
  19. Olá,
    sem dúvida os livros dessa autora causam muita polêmica desde quando o primeiro foi lançado. Eu não li, ainda não me deu vontade, mas acho uma grande bobagem pessoas que não leram ficarem falando mal do livro. Acho que a autora fez bem em escrever o livro sobre outro ponto de vista, para quem acompanha fica tudo mais completo. Bjus!!!
    http://www.lendoaestante.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é amiga, tão legal ter vários estilos literários a disposição. Um grande beijo!

      Excluir
  20. Olá

    Eu já li a trilogia 50 tons é um livro comum pra um livro hot que aborda o bdsm,não tenho interesse em ler o livro do Grey,mas pra quem gosta deve ser uma ótima leitura mesmo.

    Bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Liv, eu também acho levinho...já li coisa bem mais pesada! Escondido a sete chaves pois se minha mãe me pega.....kkkkkkkkkkkk....Beijos!

      Excluir
  21. Esse livro é perfeito, maravilhoso, incrível... é daqueles que você não tem palavras pra descrever o tanto que gostou....
    Achei a versão do Grey muito melhor do que a da Ana, ele é mais seguro, e conseguimos ver o quanto ele ta caidinho por ela

    www.gordinhaassumida.com.br

    ResponderExcluir
  22. Eu não li a trilogia de cinquenta tons de cinza, mas assisti o filme (sei que não é a mesma coisa). Eu adorei a tematica e sei que no livro tudo é mais forte e mais apimentado, mas não me interessei pela trilogia, mas isso não acontece com GREY que eu estou super afim de ler e de formar a minha opinião. Adorei o seu blog, já está nos meus favoritos.

    Meu Blog: www.umcontainer.com

    ResponderExcluir

Arquivo do Blog

Visualizações