segunda-feira, 26 de outubro de 2015

O que torna "Toda luz que não podemos ver" um romance inesquecível?


Olá, meus queridos. Como estão? Espero que estejam ótimos. Hoje trago para vocês o início de uma semana bastante especial, a semana onde irei falar sobre a incrível obra “Toda luz que não podemos ver” do autor Anthony Doerr. Vamos conferir?
*Para conferir a resenha, clique aqui!

“Toda luz que não podemos ver” retrata sobre as atrocidades da segunda guerra mundial. Mas não é apenas isso. Mostra a beleza, a esperança e a bondade que continua intacta no coração das pessoas. E sabe qual é a graça de ser uma obra que retrata na época da segunda guerra mundial ou em qualquer guerra que já aconteceu? É ver os sorrisos, os suspiros de alivio e a esperança que as pessoas que passaram pela primeira ou segunda guerra mundial ainda tem dentro de si mesmo. 

A graça de ler uma obra que retrata guerras e tragédias, não é se aprofundar principalmente pela guerra, e sim, pelas pessoas que passaram pelas aquelas atrocidades. É ver tudo o que elas passaram, sofreram tanto e mesmo assim, observamos a bondade no olhar, no sorriso e principalmente no coração.

E a obra “Toda luz que não podemos ver” se trata principalmente disso. Ver a beleza nas pequenas coisas, ver a essência das pessoas e que em meio a tantas coisas ruins, temos que ter esperança e acreditar que tudo irá melhorar. 

E é por meio dos personagens, de todo o cenário e detalhes que a obra contém, é que observamos o quão à obra é incrível.  Com uma linguagem simples, o autor criou uma obra que nos aprofunda da guerra e principalmente da esperança de viver uma vida melhor. 

Uma das partes mais linda da obra é ver que durante a guerra, todos correm perigo de morrer ou se não, perder a sua família, mas mesmo assim, por mais incrível que pareça, e não é apenas na ficção, é na realidade também, as pessoas ajudam umas as outras, não importa de que forma, mesmo correndo perigo, elas ajudam, e isso nos mostra o quão mesmo com tanta dor, tanto sofrimento, as pessoas ainda pensam nas outras. 

“Toda luz que não podemos ver” é uma obra que nos traz várias reflexões, nos sensibiliza e nos mostra que em meio a tantas atrocidades, ainda há beleza e amor. 


Espero que tenham gostado da postagem e principalmente, dê uma oportunidade a obra, não importa se gosta ou não de livros que retratam a guerra, até porque, é sempre importante ler livros que nos fazem refletir sobre a humanidade e a compaixão das pessoas!
Beijos e até a próxima, meus queridos.

25 comentários:

  1. Ah que livro incrivel!!! quero ler!
    www.byanak.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que leia. Vale muito a pena, Ana.

      Excluir
  2. Está na minha lista de espera (imensa), e espero chegar lá ainda esse ano!

    Beijos
    www.serleitora.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Te entendo completamente, Érica. Espero que leia.

      Excluir
  3. Olá, eu gosto muito de livros sobre a guerra e ainda não conhecia esse, pelo que você falou sobre ele, é muito bom e fiquei bastante curioso, depois com calma eu vou dar uma olhadinha na resenha para conhecer mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que tenha interesse e que tenha oportunidade de ler.

      Excluir
  4. Esse livro deve ser uma lindeza que só ♥
    Acredito que todo livro que retrata a Segunda Guerra Mundial nos trás muita reflexão!
    Linda tua resenha. Preciso ler esse livro.

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, nos faz refletir bastante.
      Espero que tenha a oportunidade de ler.

      Excluir
  5. Não costumo ler nada de guerra, mas como você bem disse é uma leitura válida para reflexão...
    Fico muito arrasada com essas histórias mas já li a sinopse desse livro e parece incrível.
    Achei seu post incrível, você falou com tanto carinho do livro que não tem com não quere ler.
    Acho que darei uma oportunidade.

    Abraço e Bons Livros,
    Biblioteca do Coração❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Natasmi. Muito obrigada pelo carinho e que bom que tenha gostado da postagem. Realmente, é uma leitura bem válida e que vale a pena ler e conhecer.
      Beijos, sucesso.

      Excluir
  6. O livro mais desejado do meu ano.
    Quero esse livro...adoro livro que retratem a realidade das guerras e a beleza que resiste em lugares inesperados. É como se o ser humano fosse uma flor-de-lótus que consegue viver até nos lugares mais inóspitos da terra.

    Amei...amei e amei!

    Beijocas!

    poesiaqueencantavida.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Joanice. Espero que leia principalmente por gostar de livros que retratam guerras flor. Com certeza você vai amar!
      Beijos.

      Excluir
  7. Olá

    Adorei o post,tenho muita vontade de ler esse livro, concordo com você o importante em livros assim é a capacidade que eles tem de fazer as pessoas refletirem.

    Bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Liv. Que bom que gostou da postagem e por concordar com a minha opinião. Espero que leia o mais breve possível :D

      Excluir
  8. Oie!!
    Confesso pra vc que o livro parece ser realmente muito interessante, mas infelizmente não é o tipo de livro que eu goste. O primeiro motivo que vc citou: se passar na guerra, pra mim já é mais do que um motivo para eu correr dele.
    Sei que é um preconceito bobo, mas simplesmente não consigo.

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Mayara. Que pena que você não goste desse gênero. Eu simplesmente amo e recomendo muito. Mas enfim, espero que tenha a chance de mudar isso e que se apaixone por este tipo de leitura.
      Beijos.

      Excluir
  9. Todo mundo que vejo falando sobre esse livro só fala maravilhas.
    Não gosto muito de histórias que envolvem guerra, mas os elogios são tantos que tenho curiosidade.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  10. Oi Iris!
    Lembro que quando vi esse livro na Turnê Intrínseca fiquei doida para ler. Sou apaixonada por livros que se passam na época da guerra, a narrativa é muito mais emocionante e eu acabo ficando ainda mais vidrada na leitura.
    Espero ler em breve!
    Beijos
    Coisas de Meninas

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem ?

    Quando vi que esse livro finalmente havia sido lançado no Brasil, não pensei duas vezes e comprei ele durante seu lançamento. Paguei um valor que não pagava em livros há muito tempo, mas cada centavo valeu a pena. "Toda Luz Que Não Podemos Ver" é uma obra incrível que faz com que o leitor se sinta envolvido por aquela trama e aqueles personagens e as imagens acabam sendo muito vívidas. É espetacular. É como você disse: dar valor a pequenas coisas; essa é a mensagem do livro. Uma mensagem que é passada de maneira simples e sublime.

    Fernanda Oliveira | Meraki

    ResponderExcluir
  12. OI Irisvanda!
    EU amo livros que se passam ou abordam alguma coisa sobre guerra e só vejo elogios positivos sobre o livro. Certeza que eu leria e adoraria a história e as reflexões que ela me traria!
    Beijos

    LuMartinho | Face

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Eu estou interessada nesse livro desde que o vi na Bienal do Livro, mas adiei a compra e me arrependi.
    Parece ser uma história linda e emocionante com toda a guerra. É sempre revigorante ler uma obra como essa, ver que apesar de toda a destruição e mortes as pessoas mantinham a esperança e acreditavam que as coisas iriam mudar. Muito bom saber mais sobre o livro e claro que o arrependimento aumentou rs'

    Beijos!
    http://lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br//

    ResponderExcluir
  14. Ai meu Deus! To louca por esse livro, desde quando fui pra Turnê Intrínseca!
    E já ganhei um sorteio aqui do blog, então... Espero ter a sorte de ganhar esse também!
    Já to participando! :)

    ResponderExcluir
  15. Seu último parágrafo foi um tapa na minha cara hahahaha já tava pensado: "livro legal, encantador, mas, já To cansada dessa hipocrisia de judeus morreram, quando na verdade, não foram apenas judeus e sim poloneses, gays, deficientes, negros, dentre muitos outro", mas, realmente não importa quem morreu, importa que pessoas morreram e nós temos de estar vacinados contra tudo isso, porque, não sabemos quando nossos corações enfrentaram uma terceira fuerra, pra muitos de nós, será uma primeira, então é necessário que se fale das outras guerras, que falem muito.
    Bjs
    Parabéns pelo post
    Tay do Let It Shine

    ResponderExcluir
  16. Oie, tudo bom?
    Sou fascinada por narrativas que se passam em período de guerra, justamente porque me fazem pensar em como o ser humano é pequeno e vulnerável. Só conhecia o livro pela capa, mas a premissa dele é muito boa e me deixou curiosa. Sempre que leio esse tipo de livro fico pensando em tudo que aconteceu nessas guerras e o que ainda acontece.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oi Irisvanda, tudo bem?
    Estou bem curiosa para ler esse livro desde o seu lançamento. A premissa é incrível e tudo que você falou aqui dele só aumentou a minha vontade de conhecer a história. Realmente parece ser um livro para nos fazer refletir sobre a humanidade.

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura

    ResponderExcluir

Arquivo do Blog

Visualizações