quinta-feira, 5 de março de 2015

{Resenha}: Uma Vida Para Sempre - Simone Taietti.



Titulo: Uma Vida Para Sempre.
Autora: Simone Taietti.
Número de páginas: 352.
Editora: Novo Século.
Cedido gentilmente pela autora.
Uma vida para sempre - Ethel diz estar morrendo. Contudo, não afirma isso apenas em razão de sua doença. Talvez a única certeza de nossa existência seja a morte, o fato de que ela chega para todos. Mas nem por isso deixa de ser a maior incógnita da vida.
Em um hospital, em meio à dor das histórias dos pacientes, Ethel encontrou amigos. Entre passeios em cemitérios, frequentando velórios e enterros de estranhos, ela tenta preparar a si e aqueles que ama, para o que parece estar ali tão próximo, o fim. Entretanto, não esperava enfrentar algumas surpresas que a fizessem duvidar de tal preparação.
As estatísticas ruins, a inexorável passagem do tempo. Onde reside a lógica disso que nos arranca pedaços, da súbita inexistência do que outrora era vívido e pulsante? Um corpo que jaz. Palavras que se perdem. A finitude de tudo o que é tão belo talvez seja a maior dor do mundo.
Uma vida para sempre é um compilado de desejos, pensamentos e dias.
Quanto dura o para sempre?
Ethel descobriu.

*Antes de começar a resenha, devo comentar para as pessoas que esperam uma resenha formal que irão se decepcionar um pouco. Pela primeira vez, a resenha será feita de forma parcial.

O livro é narrado em primeira pessoa pela protagonista Ethel, uma garota de 17 anos, adotada, perdeu o pai com 8 anos, diagnosticada com uma doença chamada CIPA (Insensibilidade Congênita á dor com Anidrose) uma doença na qual ela não sente dor e nem transpira. As maiorias das pessoas podem pensar que não sentir dor seja uma coisa boa, mas não é, por causa da dor, que o cérebro nos avisa que algo está acontecendo e então tomemos consciência disso. Por este motivo, Ethel ao dormir e ao se acordar, se olha no espelho e verifica cada parte do seu corpo para ver se não há ferimentos ou nada grave.

Mas a maior característica da Ethel não é a doença incomum, e sim o valor que ela dá a vida. Por este motivo, sempre está visitando cemitérios e fazendo amizades com colegas do hospital na qual ela frequenta. Por ter passado já pela situação de perder uma pessoa querida, Ethel prepara as pessoas, principalmente sua mãe tentando fazê-la compreender que  a qualquer momento, ela poderá partir.
"Como é confuso tudo isso. Uma hora alguém está aqui e em outra hora já não está mais. E não importa o quanto lidemos com a expectativa de morte todos os dias, ela sempre prega peças e nos arranca pedaços."
Após a morte de um dos colegas que ela visitava no hospital, ela fica triste e melancólica ao ver que era apenas uma criança e o desespero da família. A partir desse momento, ela conhece Vitor, um rapaz de 19 anos, que possui a doença LMA (Leucemia Mileóide Aguda) na qual está se tratando, mesmo sem esperanças. Vitor  tem um sorriso incrivelmente lindo e a partir de então, a pedido de Vitor, mesmo com receio Ether passa a visitá-lo sempre que puder. Mas uma simples amizade acaba se tornando algo inexplicável, único e extremamente perigoso.
Poderia ser mais um livro falando sobre personagens que tem um tipo de doença, que talvez aconteça uma tragédia, que os personagens se apaixonam, e tendo uma leve comparação com A Culpa é das Estrelas. Mas não pensem que é mais um livro. "Uma Vida Para Sempre" é uma leitura única, verdadeira e real. No primeiro capitulo devo admiti que fiquei com o nariz em pé, mas simplesmente me enganei.  O livro não gira apenas em torno das doenças dos personagens ou dos conflitos. A autora escreve de uma forma magnífica sobre a vida, sobre este mundo que parece mais com uma bola de neve, que devemos valorizar a cada dia até o último suspiro. Não tem como saber quando iremos perder uma pessoa, mas devemos valorizar a vida e viver intensamente junto dela.

Os personagens são cativantes, mas reais principalmente. Ether com sua maduridade, sarcasmo e inteligência na qual seria uma grande honra ser amiga. Vitor, sorridente e irresistível que enfrentou sua doença, com a ajuda de sua família e de Ethen. Mas principalmente preciso destacar umas das personagens mais cativantes: a mãe de Ether. Ela foi uma das personagens mais reais e verdadeiras que eu já li e conheci. A dor, a confusão que ela sentia, as decisões que ela tinha que tomar, realmente foi um choque para mim. Principalmente a relação que Ether tinha com ela, o quão ela evoluiu com a ajuda de sua filha.

"Uma Vida Para Sempre" é pra ser lido, relido inúmeras vezes. Sorri, chorei, me revoltei, fiquei triste, mas principalmente apaixonada e encantada por esta história. Este livro, conta uma história que se torna impossível de esquecer, nos marca de uma forma inexplicável. Recomendo demais que todos tenham a oportunidade de ler e viver esta história.
"Mas viver, meu amigo, é opcional. Você pode escolher se quer apenas se arrastar pela sua triste existência ou fazer algo de valoroso. Então, escolha e faça de uma vez, porque eu ainda acho que são sortudos aqueles que sabem quando vão morrer. Eles aproveitam. É preciso lembrar que a morte geralmente vem desacompanhada de aviso prévio." 

40 comentários:

  1. Que encanto de livro, a capa é linda demais, a sinopse é uma fofura e sua resenha estava ótima! Isso me fez ficar mais encantada ainda pelo livro!
    Beijos
    cheireiumlivro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Sinceramente achei que iria ser mais um clichê com a capa linda de morrer,as a sua resenha foi incrível e super esclarecedora, agora me resta saber se eu terei coragem de ler pq fico muito emocionada Qdo leio esse tipo de leitura ficou muito mau depois, vc está de parabéns pela resenha,
    Bjus

    ResponderExcluir
  3. Que capa linda de viver!
    Já ouvi falar da doença e deve ser barra conviver com ela, acredito que deve ser um livro lindo... Já é a segunda resenha que leio e estou gostando..
    http://poesianaalmaliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Um enredo que tem tudo para emocionar o leitor, não foi a toa que você chorou, se revoltou... Um livro assim faz nossas emoções entrarem em uma montanha russa.
    Bjs, Rose.
    Fábrica dos Convites

    ResponderExcluir
  5. Oii, tudo bem?
    Primeiramente essa capa é um encanto, amo as cores dela!
    Gostei muito da premissa, parece ser uma história emocionante mesmo e pela sua resenha deu pra perceber que é marcante.
    Bjs

    A. Libri

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem? Preciso dizer que me apaixonei pela capa, é linda! Não conhecia a história e me encantei pela sua resenha. Para falar a verdade não gosto de livros que falam de doença, mas esse tocou o meu coração por parecer ser muito mais do que isso. A vida da protagonista, claro, não deve ser fácil, mas fico feliz de você citar a mãe, pois eu gosto muito quando personagens secundários são bem construídos. Quero ler, reler e guardar no coração essa história que parece ser linda!

    Beijos,

    Mari
    cantinhodeleituradamari.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Gostei bastante da premissa do livro, a personagem principal parece ser uma pessoa muito forte que acaba te prendendo à história para saber como ela irá lidar com as situações. Não sou muito fã de livros no estilo de A Culpa é das Estrelas, mas pela sua resenha, achei que o foco dele é BEM diferente. Esse livro parece focar na vida e nos problemas que a morte pode nos trazer, além de como lidar com essas situações. Em momento nenhum me pareceu um livro que foca nos problemas de uma adolescente doente, como namorado e coisas assim, por isso gostei muito! Espero poder ler logo :) Sua resenha ficou ótima! :D

    Beijosss
    Poison Books

    ResponderExcluir
  8. A capa é linda, a sinopse pareceu interessante. Adicionei na minha wishlist !
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
  9. Iris-flor, sempre quis ler esse livro – desde a primeira divulgação sobre o seu lançamento que vi na blogosfera. Adorei toda a premissa, mas essa é a primeira resenha que leio a respeito. E, nossa, parece que a autora realmente conseguiu desenvolver um enredo que nos comove. Eu espero conhecer esses personagens e me envolver com eles tanto quanto você.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Olá
    Eu recebi o livro da autora e será uma das minhas próximas leituras, parece ser realmente uma história bonita, emocionante e confesso que estou bem ansiosa.
    A capa está linda e adorei o enredo.
    Sua resenha está ótima, parabéns.

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oi, acho que só eu não recebo nada jsaldasl mas bem, parece ser uma ótima história, eu leria.
    letrasemvida.blogpsot.com

    ResponderExcluir
  12. Oi, Iris o/
    Eu já ouvi falar muito bem sobre esse livro e eu fiquei muito curiosa com ele, pois a premissa é realmente muito interessante. A Ethel parece ser uma personagem muito bem construída e matura, deve ser difícil passar pelo o que ela passa, tantas perdas, né? Só de compararem esse livro com ACEDE eu já fiquei curiosa, pois gostei da história de Hazel, então acredito que gostarei da de Ethel, mesmo que a mesma seja diferente de ACEDE. Enfim, adorei livros que me causam uma mistura de sentimentos, então esse com certeza me agradaria, preciso ler *o*

    Beijos :*
    Larissa - http://srtabookaholic.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Oi Iris!
    A capa desse livro é linda e sinopse me interessou bastante. Sua resenha me encantou e já estou um tanto quanto curiosa à respeito da história de Ethel!
    Quero muito ler!
    Parabéns pela resenha!
    Beijos

    Li
    literalizandosonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Ai, gente *-* Firmei parceria com a Simone a, a cada resenha nova que leio, mais vontade tenho de ler esse livro o mais rápido possível! Numa outra resenha que li, a menina também ressaltou o fato de a história girar em torno dos relacionamentos entre os personagens e é algo que eu gosto muito de ler, porque acho que isso apenas enriquece a trama. Realmente, comparo um pouco com A Culpa é das Estrelas, mas só conferindo para sanar essa dúvida, né? Espero lê-lo em breve! Adorei sua resenha e, embora você tenha dito que não faria uma resenha formal (no sentido de imparcial), uma resenha é justamente isso: ser parcial, pois você dará a sua opinião pessoal do livro. Parabéns, adorei a forma como você expôr suas ideias e opiniões!

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  15. Iris somente a sinopse já mexe com nossas emoções, e lendo sua resenha , tive a certeza que a leitura vai me conquistar . Tocar fundo nossas emoções. Já mais que anotado a dica de leitura. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  16. Linda sua resenha, chama atenção... amei a capa e a sinopse do livro, não conhecia a autora, mas pode ter certeza que irei procurar mais sobre ele

    beijos
    http://livrosetalgroup.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. Oiee ^^
    Estou com curiosidade de ler esse livro desde que o vi em lançamento! A capa é tão fofa, a sinopse tão bonita, e as resenhas que eu li dele até agora foram tão positivas! Adoro histórias fortes e que nos deixam uma mensagem depois.
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  18. Hey,
    Adorei a resenha. Fiquei morta de vontade de ler o livro. E essa capa é simplesmente muito fofa, gostei muito.
    Adoro personagens reais, acho que são o melhor tipo, pois consegue fazer com que nós leitores nos aproximemos deles de uma forma única e torna a leitura algo muito mais pessoal.

    Beijos,
    Dois Dedos de Prosa

    ResponderExcluir
  19. Eu não conhecia esse livro, mas sua resenha mexeu comigo, parece ser uma linda leitura, o tipo de livro que todos deveriam ler! Vou anotar sua dica ;)

    xoxo
    http://www.amigadaleitora.com/

    ResponderExcluir
  20. Olá :)

    Achei a capa deslumbrante e a premissa é bem legal. Sick-lits estão com tudo ultimamente. Fiquei bem curiosa para saber como essa história será concluída.
    Amei sua resenha.

    Beijocas,
    http://www.segredosentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Eu acho muito legal a ideia desse livro, mas detesto sick-lit. Esse é o único motivo que me faz passar longe do livro, mas só vejo resenhas elogiosas e realmente parece que a Simone é uma autora de muito talento. Ficarei no aguardo do próximo livro dela. Quem sabe vai ser mais meu estilo? ;)

    Infinitos Livros

    ResponderExcluir
  22. Tive experiências boas com a sick-lit. Vou dar uma chance a esse livro, a capa nunca me ganhou nem o título, mas depois de ler tua resenha, decidi dar uma chance a ele em breve. :)


    legadodaspalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  23. Olá Iris! Tudo bem?
    Nossa que resenha mais fofa! Adorei os sentimentos que você transmitiu ao ler o livro e pelo visto deve ser um livro único,com um ensinamento maravilhoso que é viver o agora. Eu sou apaixonada por livros que tem personagens fortes e decididos! Que vivenciam o agora.
    Parabéns pela resenha!
    Beijos Pão de Queijo.
    www.vontadeler.com.br

    ResponderExcluir
  24. A sua resenha me fez querer ler esse livro. O titulo já me intrigou e a sinopse mais ainda. Ótima resenha!

    http://blogquerida.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  25. Acho que estou no momento certo para ler esse livro,estou mais me arrastando do que vivendo e vivenciar tudo o que esses personagens passam e receber toda a mensaem que a autora quer passar deve me fazer muito bem,realmente preciso ler e vivenciar todos os sentimentos dessa história.

    bjsss

    Apaixonadas por Livros

    ResponderExcluir
  26. Devo confessar que não sou muito fã desse tipo de literatura, gosto mais de fantasia!
    Mas parece ser uma história em interessante, e o que é super legal: é uma autora brasileira!
    Muito legal o post e adorei o blog! Estou seguindo!

    Beijos,
    http://oprazerdaliteratura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  27. Flor! Nunca tinha visto essa obra antes,sua resenha foi uma bela surpresa! Amo livros que despertem milhões de emoções e sentimentos! Espero ler e reler ele como vc e conhecer seus personagens cativantes! Ótima resenha! Beijos

    ResponderExcluir
  28. Nossa, nunca tinha parado para ler nada desse livro, não sabia nem do que se tratava. Realmente, a primeira vista nossa reação é comprar com ACEDE e outros do tipo. Adorei saber que o livro é tão lindo e que a autora consegue faze-lo destacar na multidão. Fiquei com muita vontade de ler, e que capa mais linda é essa?!
    beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  29. Também imaginei que fosse uma "cópia" de A Culpa é das Estrelas, mas pelo visto é muito melhor!
    Confesso que não gosto de ler sobre pessoas doentes, isso me traz lembranças amargas do que já passei com minha família. Mas se o livro fala mais de vida do que de doenças, então creio que valha a pena eu ler.

    Bjs

    www.cladassombras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  30. Oi Iris, tudo bem?
    Livros com essa temática, são muito fortes para mim, me deixam impressionada, não gosto muito de ler não. Eles acabam comigo. Mas depois da sua resenha, acho que esse é um daqueles livros, que eu preciso ler, que precisa fazer parte de mim. Você colocou dois trechos em especial que me fizeram refletir muito. É a pura verdade, todos nós sabemos que um dia iremos morrer, mas quando a notícia chega, ainda sim somos surpreendidos. Acho que é porque não queremos morrer. E saber o dia, não sei se gostaria de saber. Com certeza o livro foi para a lista de desejados.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  31. Oi! Sabe aquele tipo de livro que quando vc lê a sinopse, vc tem certeza que uma pessoa querida irá gostar? O livro, infelizmente, não faz meu gênero, mas já vou anotar pois eu o achei a cara de uma amiga *-* Parabéns pela resenha!
    Beijos,
    Andy - StarBooks

    ResponderExcluir
  32. Olá Iris!
    Não conhecia o livro e nem a história, mas me emocionei com sua resenha e com a premissa do mesmo. Eu passei por duas situações imprevisíveis, de perda, na minha vida: perdi minha mãe aos 20 anos, uma semana dps do meu aniversário e quando ela estava se recuperando de um grave acidente; e ano passado perdi meu pai, de um dia pro outro, sem poder dizer adeus e dizer que o amava uma última vez. Então, esse livro com certeza me representa. Ainda que as histórias sejam diferentes, a mensagem é uma das que eu sempre passo: viver o hoje intensamente e sem deixar de demonstrar o quanto o outro é importante.
    Beijos
    Nica

    ResponderExcluir
  33. Oi Íris!!!
    O livro parece ser lindo e sua resenha se mostrou fofa demais. Fiquei curiosa, mas não sei se estou preparada para uma leitura triste não. Quem sabe no futuro, deixando anotado em minha lista.
    Bjus
    Juh

    ResponderExcluir
  34. Oi flor, posso dizer que essa sua resenha está ótima, me encantei pela forma que você escreveu sobre a história. E mulher, PRECISO desse livro, quero ler e saber se é mesmo o gênero que pensei ser enquanto lia a sua resenha, se for ficarei mais apaixonada, porque amei a história, amei a capa e quero muito conhecer a Ether.

    Parabéns, sua resenha ficou show, a cada dia melhorando mais e mais <3

    bjs


    http://ateliedoslivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  35. Oi.
    Não conhecia a obra e claro que fiquei curiosa. Amo livros que nos deixam sensíveis, apaixonados e que ainda odiamos os personagens, rs.Parabéns pela resenha

    Beijos
    http://www.amorliterario.com

    ResponderExcluir
  36. Olá... Irisvanda... essa é a segunda resenha que leio deste livro e a sua me deixou com mais vontade ainda de ler... parece uma história que te prende com personagens incríveis e fortes... assim que tiver a oportunidade com certeza eu vou ler... Xero!

    ResponderExcluir
  37. Ola iris!!Tenho que confessar que essas historias de doença, hospital e morte não tem me atrido sei que a mensagem do livro deve ser linda e as emoções devem correr a flor da pele mas acho que minha cota de lagrimas com livros findou por um bom tempo.

    BEIJOSSsss...
    http://sonhosdeleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  38. Olá tudo bem?
    Apesar de não ler muitos livros desse gênero me interessei bastante por essa a sinopse me chamou atenção e a capa minimalista mais ainda gostei do conjunto e a sua resenha me animou mais ainda, com certeza parece ser um livro ótimo.
    Abraços, Carlos.

    http://blogchuvadeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  39. Oi Iris, tudo bem?
    Geralmente não leio livros desse gênero, mas depois de uma resenha dessa fica impossível não se interessar pelo livro. Ether para ser uma personagem única e incrivelmente fofa. Gostei da autora ter colocado uma doença pouco conhecida em Ether, assim não fica repetitivo. Adoraria ler esse livro futuramente, e espero me surpreender.

    ResponderExcluir
  40. Olá!!!

    Não conhecia a autora nem a obra, mas pela sua resenha creio que vou ter de conhecer, e logo!!! Adoro histórias que, como esta, mexem com o leitor e geram um turbilhão de emoções! Dica anotada! :)

    Beijos

    www.escrevarte.com.br

    ResponderExcluir

Arquivo do Blog

Visualizações