quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Resenha: Cartas de amor aos mortos - Ava Dellaira.

Olá amores, hoje vim fazer para vocês a resenha do livro que eu li a pouco tempo e que não foi muito positiva assim, me decepcionei um pouco e irei falar isso para vocês. Espero que gostem!
                                                                               ------
Título: Carta de Amor Aos Mortos
Autor: Ava Dellaira
Editora: Seguinte
Páginas: 344
Nota: 
lido em e-books.
Sinopse: Tudo começa com uma tarefa para a escola: escrever uma carta para alguém que já morreu. Logo o caderno de Laurel está repleto de mensagens para Kurt Cobain, Janis Joplin, Amy Winehouse, Judy Garland, Elizabeth Bishop...apesar de jamais entregá-las à professora. Nessas cartas, ela analisa a história de cada uma dessas personalidades e tenta desvendas os mistérios que envolvem suas mortes. Ao mesmo tempo, conta sobre sua própria vida, como as amizades no novo colégio e seu primeiro amor: um garoto misterioso chamado Sky. Mas Laurel não pode escapar de seu passado. Só quando ela escrever a verdade sobre o que se passou com ela e com a irmã é que poderá aceirar o que aconteceu e perdoar May e a si mesma. E só quando enxergar a irmã como realmente era - encantadora e incrível, mas imperfeita como qualquer um - é que poderá seguir em frente e descobrir seu próprio caminho.





Sobre o que se trata.
O livro Cartas de amor aos mortos conta em forma de cartas, a história de Laurel. Uma garota que perdeu a sua irmã que era sua fonte de inspiração e de exemplo... Após a morte de sua irmã May, a sua mãe decide morar em outro estado, em outro lugar, como uma forma de fugir da questão da perda da sua filha e problemas relacionado a sua filha Laurel e ao pai dela. 
"Tem coisas que não posso contar pra ninguém além das pessoas que já não estão mais aqui."
Laurel muda de escola por não conseguir conviver com a ''sombra'' da irmã, por ser a mesma escola que sua irmã estudava, por este motivo ela decide estudar em outra escola por não ter que passar pelas palavras: sinto muito pela perda. Já que ainda não se conforma com a morte de sua irmã. Com a escola nova, ela muda completamente e acaba tentando se tornar parecida com a irmã, usando as roupas, mudando um pouco a sua atitude. 
"Ainda sinto como se ela estivesse aqui, comigo, de alguma maneira."
A ideia das cartas começa quando a professora manda uma tarefa para todos: escrever uma carta para alguém que já morreu. E a partir desse momento, a Laurel começa a escrever cartas para escritores, cantores, autores que sua irmã e ela gostavam. Mas não são simples cartas, são cartas falando sobre o seu sofrimento, suas angústias, o que ninguém conseguiria entender da morte da sua irmã.

Na escola ela conhece pessoas, e acaba se tornando amiga de Hanna e Natalie. E também conhece Sky, um garoto misterioso, mas que conquista ela completamente. 
Ela escreve para entender os seus problemas, e consegui o perdão de si e da sua irmã por não ter conseguido mudar o futuro daquele dia em que ela perdeu sua irmã...

Minhas impressões do livro.
Cartas de amor aos mortos foi um livro que me conquistou pela sinopse e pela capa. A ideia da autora foi inovadora e criativa... mas que infelizmente me decepcionou em vários pontos. Acredito que Cartas de amor aos mortos não seja aquele livro que te emociona, mas sim que traz grandes reflexões, e infelizmente estava esperando uma história comovente e emocionante, mas isso não aconteceu comigo. 

Os personagens não me cativaram, até mesmo a Laurel achei uma pessoa imatura e inconsequente em que em nenhum momento eu vi ela se importar com a família, principalmente com o pai que estava sofrendo tanto e tentava de todas as formas anima-la e junto aguentar esta dor com ela. Claro que no meio para o fim do livro ela amadurece um pouco, mas não muda sobre este fato de compreender. 
"Agora é tudo o que consigo ver, May parada no ar, esperando eu pegar a mão dela e a puxar para os trilhos. Engatinhar com ela de volta. E ir para casa juntas."
A ideia de escrever o livro feito em cartas na minha opinião foi algo que não deve muito sucesso. Quando eu estava lendo sentia como se estivesse lendo um livro normal, sem esta ideia de cartas. A narrativa achei bem arrastada e lenta, as reflexões foram soltas ao vento e acabou não tendo tanto contraste assim. 

O livro foi totalmente decepcionante? Claro que não. Mas poderia ter desenvolvido melhor a ideia e algumas questões que ficaram soltas principalmente no final. No geral posso dizer que foi um livro que teve pontos positivos e negativos. O interessante do livro, realmente é o conteúdo do preconceito, por a ver relacionados de sexos iguais e o que acontece e o que elas passam mais necessariamente a Hanna e a Natalie. 

Mesmo tendo pontos que me decepcionei bastante, indico a leitura. É bom ressaltar que o meu ponto de vista da leitura foi esta, mas não quer dizer que vocês não irão gostar ^^.

Bom, espero que tenham gostado e que tenham a chance de ler o livro e ter a opinião diferente da minha rs.
Beijos e até a próxima!

8 comentários:

  1. Eu quero muito ler esse livro. Acho que essa é a segunda resenha que leio sobre ele não ser tão bom. Mesmo assim, vou ler, para ter minhas próprias conclusões.
    Em breve eu pretendo escrever um livro de cartas... mas me deu até um certo receio agora. Vou ter que ter uma ideia inovadora que puxe a atenção do leitor.
    bjs bjs
    formula-amor.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Eu achei a proposta do livro bem interessante, e estou bem curiosa pra ler. A impressão que eu tive na primeira vez em que li a sinopse é de que é um livro pra refletir mesmo, kk. Tô louca pra ler logo :3
    Eu também postei uma resenha hoje lá no meu blog, amore. Caso queira dar uma olhada, será bem-vinda!

    The Love Cats | http://allieprovier.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Eu estou completamente louca de vontade de ler esse livro, apesar de sua resenha apresentar alguns pontos negativos, eu continuo querendo ler. Quem sabe não me agrada?
    Lendo a sinopse desse livro, eu lembrei um pouco de O Céu Está Em Todo Lugar, conhece? É incrível! <3 Se tiver oportunidade, leia. ^^
    Beijos! :*

    http://dreams-books-love.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. eu particularmente não gosto de livros assim , mas conhecço quem adoraria ele, eu daria de presente ...

    ResponderExcluir
  5. Eu também esperava mais desse livro, achei alguns detalhes da história meio estranhos. Sem contar que a galera desse livro é totalmente inconsequente, todos eles. Se metem em situações que, se eles tivessem o mínimo de bom senso, jamais existiriam. Mas não posso dizer que detestei, gostei do teor reflexivo dele (mas prefiro mil vezes As Vantagens de Ser Invisível hahaha).

    http://sobrelivroseletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Irislinda, tudo bem? <3 Quando a primeira vez eu me deparei com Cartas de Amor aos Mortos, eu o quis com todas as minhas forças! Vou te contar que a sua resenha não é a primeira que eu vejo dizendo que o livro não é lá essa brastemp toda, mas eu quero muito dar uma chance a ele *-* Principalmente pelo campo das reflexões que ele parece carregar!
    Beijos, minha linda! Sucessão! (>*-*)>

    www.bibliophiliarium.com

    ResponderExcluir
  7. Eu nunca tinha ouvido falar sobre o livro mas amei sua resenha e ja estou louca para ler.

    segui o seu blog

    http://www.isadoramonteiro.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Estava na minha lista de desejos, mas depois de mais uma resenha não tão positiva acho que ele foi para o final da lista...parabéns, ótima resenha!

    ResponderExcluir

Arquivo do Blog

Visualizações